Em Ceres, governador abre campanha de vacinação contra aftosa e raiva e reforça importância do controle sanitário

Evento realizado na manhã desta quinta-feira (5) no Instituto Federal Goiano foi marcado pela comemoração do fim da vacinação a partir de 2023

“Peço que os produtores rurais se conscientizem sobre a importância das vacinas. Temos que cuidar para manter o controle”, afirmou o governador Ronaldo Caiado em pronunciamento que fez hoje (5) durante a abertura oficial da campanha de vacinação contra aftosa e raiva, realizada no Instituto Federal Goiano, em Ceres. Ele enfatizou que esta é a penúltima etapa, com imunização de bovinos e bubalinos de zero a 24 meses, estando a última etapa marcada para novembro, quando deverão ser vacinados os animais de todas as idades.

Caiado também enalteceu a conquista alcançada por Goiás, que a partir de 2023, ficará livre da vacinação contra aftosa. “Se não fosse a pandemia, já estaríamos livres”, explicou o chefe do Executivo estadual, acrescentando que, nesta etapa, devem ser imunizados 11 milhões de animais. Outros pontos positivos destacados pelo governador que beneficiaram os pecuaristas foram a integração da emissão de Nota Fiscal com Guia de Trânsito Animal (GTA) e o lançamento recente do Passaporte Equestre.

“Antes os pecuaristas tinham de andar atrás da Nota Fiscal na Secretaria da Economia, depois tinham de procurar a Agrodefesa para emissão da GTA. Isso foi simplificado e o produtor obtém estes documentos por meio eletrônico, de forma fácil, rápida e econômica”, afirmou Caiado. Quanto aos equideocultores, disse que eles sofriam para levar seus animais aos eventos equestres. “Com o Passaporte, que vale por um ano, e exames que valem por seis meses, tudo ficou mais fácil e barato”, ressaltou o governador.

Grande conquista

O secretário da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa-Goiás), Tiago Mendonça, asseverou que a retirada da vacina em 2023 é uma das maiores conquistas dos pecuaristas goianos. “Goiás estará livre da aftosa sem precisar da vacinação. Muitos locais não buscam a carne de Goiás por causa da vacina. Isso abrirá novos mercados”, afirmou ele, acrescentando que este “era um anseio do governador que, em sua gestão, fosse concretizada a suspensão da vacinação”, finalizou.

Mendonça disse ainda que o Governo de Goiás está com olhar voltado para as regiões Norte e Nordeste do Estado, promovendo apoio principalmente aos pequenos produtores que são a grande maioria nessas áreas. O secretário informou ainda que por orientação do governador Ronaldo Caiado, os recursos do FCO estão sendo direcionados também para os agricultores familiares.

O presidente da Agência Goiana de Defesa Agropecuária, José Essado, foi enfático ao afirmar que Goiás foi vitorioso no cumprimento das metas estabelecidas pelo Ministério da Agricultura para a retirada da vacina em 2023 graças ao apoio decisivo do Governo Estadual. “A Agrodefesa cresceu muito nos últimos três anos, avançou muito na questão da Tecnologia da Informação e facilitou a vida dos produtores em muitos aspectos. “O Sistema de Defesa Agropecuária – Sidago, que é a ferramenta desenvolvida na Agência que permite a realização de inúmeros serviços em prol dos pecuaristas, já foi cedido a 13 Estados brasileiros e ao Distrito Federal, por ser prático, com soluções objetivas e fácil operacionalização”, destacou José Essado. E concluiu: “Estamos de parabéns por termos um governador do ramo, que dá todo incentivo aos produtores”.

O superintendente Federal da Agricultura em Goiás, José Eduardo de França, enalteceu o trabalho realizado pelo Ministério da Agricultura em Goiás, pelo Governo Estadual, que fortaleceu a Seapa-Goiás e a Agrodefesa, e por entidades parceiras como a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), o Fundo para o Desenvolvimento da Pecuária em Goiás (Fundepec) e outras, tornando possível a retirada da vacina em 2023. “A primeira vacinação contra aftosa no Brasil foi em 1963, portanto há 59 anos. Agora chegou a hora de suspender a vacinação, até porque em Goiás são 27 anos sem registro de focos”, ponderou. Conforme França, a meta é que o Brasil se torne totalmente livre do vírus sem imunização até 2026.

Evento concorrido

A abertura oficial da campanha de vacinação contra aftosa foi muito concorrida, com presença de autoridades do Governo Estadual, deputados, prefeitos de vários municípios, primeiras-damas, vereadores, lideranças de entidades do segmento agropecuário, pecuaristas e população em geral. O reitor substituto do IF Goiano, Gilson Dourada, que representou o reitor Elias de Pádua Monteiro, ressaltou a importância da realização do evento no local, especialmente por ser uma unidade de ensino que forma profissionais em áreas voltadas ao agronegócio como Zootecnia, Agronomia e Técnico em Agropecuária.

O prefeito de Ceres, Edmário de Castro Barbosa, foi enfático ao afirmar que “credibilidade” é a palavra que define o governador. “Político sério, que não dá volta. Tem feito obras no município sem badalação. Para mim, é uma honra e motivo de orgulho estar ao seu lado”, direcionou ele a Caiado.  “Este estado maravilhoso vem crescendo cada dia mais com o trabalho do senhor, governador guerreiro, empreendedor e corajoso”, enfatizou.

Durante o evento, fizeram pronunciamentos também o presidente da Câmara Municipal de Ceres, vereador Valdson Roberto da Silva; o ex-prefeito de Trindade, Jânio Darrot, e o deputado estadual Talles Barreto. Todos os oradores enalteceram a gestão do governador Ronaldo Caiado, que volta sua atenção para todo o Estado e trabalha em parceria com as administrações municipais, sempre buscando solução para asa demandas e necessidades das pessoas.

Após a solenidade de abertura da campanha, realizada no auditório, as autoridades se deslocaram para o setor de bovinocultura do Câmpus onde foram vacinados diversos animais. O próprio governador Ronaldo Caiado, o presidente da Agrodefesa e outras autoridades fizeram questão de aplicar a vacina.

Governador Ronaldo Caiado fala da importância da vacinação contra aftosa e raiva e destaca realizações da gestão estadual

José Essado, presidente da Agrodefesa, discorre sobre os avanços da Agência com apoio do governador do Estado

Essado e Tiago Mendonça, secretário da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, comemoram fim da vacinação com o governador

Governador aplica vacina contra aftosa em animal na área de bovinocultura do Instituto Federal Goiano, em Ceres

José Essado também aplica a vacina em um animal do IF Goiano

Comunicação Setorial da Agrodefesa – Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.