Goiás vai sediar a 8ª Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária em 2024

Articulações da equipe da Agrodefesa que participa da Conferência deste ano foi decisiva para que o Estado fosse escolhido para sediar o evento, que é realizado a cada dois anos

Um dos maiores e mais conceituados eventos da defesa agropecuária brasileira, a Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária, será realizado em Goiânia no período de 4 a 6 de junho de 2024. A decisão foi tomada hoje (8) durante Assembleia Geral Ordinária da Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária (SBDA) ocorrida no âmbito da 7ª Conferência que se realiza em Belo Horizonte (MG).

A equipe de engenheiros agrônomos e médicos veterinários da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) que participam do evento teve atuação decisiva para a vinda da próxima Conferência para Goiânia, especialmente com articulações junto aos dirigentes da Sociedade, incluindo a apresentação de vídeo institucional sobre Goiás cedido pela Secretaria de Comunicação do Governo de Goiás, e com argumentos sobre os avanços da defesa agropecuária no Estado, o potencial econômico, o destaque do setor agropecuário e as atrações turísticas.

O presidente em exercício da Agrodefesa, Augusto Amaral Rocha, destacou a importância da realização da Conferência em Goiás e elogiou o trabalho da equipe de profissionais da Agência que participam da edição deste ano, pelo empenho e atuação para que o Estado fosse a sede da próxima Conferência. “Vamos nos empenhar para, juntamente com a Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária, realizar um evento de grande relevância para Goiás e para o Brasil”, argumentou.

Articulações

A gerente de Sanidade Vegetal, Daniela Rézio e Silva, capitaneou a indicação de Goiânia como sede da Conferência de 2024, apresentando Goiás e Goiânia e também discorrendo sobre os avanços técnicos e operacionais alcançados pela Agrodefesa, que é referência entre as instituições de defesa agropecuária no País. O evento é promovido pela SBDA, e conta com parceria das Secretarias de Agricultura, Pecuária e Abastecimento dos Estados, do órgão responsável pela defesa agropecuária – no caso de Goiás a Agrodefesa – e patrocínio de entidades de classe.

A Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária já se consolidou como um dos eventos mais importantes no segmento do agronegócio brasileiro, pelo caráter multidisciplinar e interinstitucional. É um fórum de ampla discussão da defesa agropecuária, com capacidade para debater e compartilhar conhecimentos e responsabilidades a fim de contribuir com a segurança alimentar nacional.

A Conferência é destinada a engenheiros agrônomos, médicos veterinários, técnicos em agropecuária, auditores e fiscais agropecuários, produtores rurais, pesquisadores, professores universitários, zootecnistas, profissionais de áreas afins e estudantes de ciências agrárias e empresas de produtos e serviços. O evento reúne em suas edições de 700 a mil pessoas provenientes de todos os Estados brasileiros.

Participações

Na programação de hoje, Goiás teve mais uma participação especial. O engenheiro agrônomo fiscal estadual agropecuário Marcelo Corte Real, que é também conselheiro do Crea-Goiás, vice-presidente do Sindicato dos Fiscais Estaduais Agropecuários do Estado de Goiás (Sinfeago) e presidente da União Nacional dos Servidores da Defesa Agropecuária, proferiu palestra sobre o papel da entidade, destacando a importância dos serviços desenvolvidos pela categoria e defendendo os direitos e interesses dos servidores dos órgãos de defesa agropecuária.

O médico veterinário Janilson Azevedo Júnior, gerente de Fiscalização Animal da Agrodefesa, participou de reunião com membros integrantes do Fórum Nacional de Executores de Sanidade Agropecuária (Fonesa), para discutir o Projeto de Lei nº 1293/2021, que dispõe propõe a delegação de ações na inspeção de origem animal e sobre a questão dos quatro Estados do Bloco IV do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (PNEFA) que não vão retirar a vacinação contra a aftosa em 2023.

Integram a comitiva da Agrodefesa em Belo Horizonte os médicos veterinários Lúcio Costa e Silva Cruz, Danielle Muniz Passos Aires, Fernanda Pacheco Balestra e Janilson Azevedo Júnior. E os engenheiros agrônomos Márcio Antônio de Oliveira e Silva, Giovani Bastos de Miranda, e Sávio Carrijo Carvalho. Também da Agrodefesa, mas como dirigentes e conselheiros do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea-Goiás), marcam presença também os engenheiros agrônomos Daniela Rézio e Silva, José de Souza Reis Filho e Marcelo Corte Real.

Equipe da Agrodefesa participa da Assembleia Geral que definiu pela realização da 8ª Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária em Goiás

A gerente de Sanidade Vegetal, Daniela Rézio e Silva, apresenta Goiás e Goiânia e defende a Conferência na capital goiana

Engenheiro agrônomo Marcelo Corte Real faz palestra sobre o papel da União Nacional dos Servidores da Defesa Agropecuária

O médico veterinário Janilson Azevedo Júior participa de reunião do Fórum Nacional de Executores de Sanidade Agropecuária, que reúne representantes de todos os Estados

Comunicação Setorial da Agrodefesa – Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.