Ação preventiva da Agrodefesa evita disseminação de pragas em pomares de citros de Goías

Equipe móvel da Agência intercepta caminhão de mudas de citros e de plantas ornamentais quer eram ofertadas por um vendedor ambulante em Corumbaíba-Goiás

A venda ambulante de mudas de frutíferas e plantas ornamentais é proibida em Goiás há 11 anos, conforme estabelece a Instrução Normativa nº 04/2011, da Agrodefesa. Apesar da proibição, ainda ocorre o comércio ilegal de mudas, que causa grandes prejuízos aos pomares goianos, pela possibilidade real de entrada e disseminação de pragas, principalmente em lavouras produtoras de citros, situação que exige atenção permanente dos fiscais da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa).

Em operação recente, a equipe de fiscalização móvel da Unidade Regional Rio Corumbá (Catalão) interceptou no município de Corumbaíba (Região Sudeste de Goiás, divisa com Minas Gerais, um caminhão cujo condutor fazia o comércio ambulante de mudas de citros e de plantas ornamentais, proveniente de Herculância (SP), sem a devida documentação fitossanitária exigida pela legislação pertinente.

As mudas, algumas já em fase de produção, continham frutos com sintomas de cancro cítrico, os quais foram coletados e enviados para diagnóstico laboratorial. Mediante laudo oficial positivo para a praga quarentenária Xanthomonas citri subsp.citri (cancro cítrico), elas foram destruídas pela equipe de fiscalização, medida que previne a disseminação da praga no território goiano.

O cancro cítrico provoca a desfolha nas plantas, queda prematura dos frutos e depreciação da produção para o mercado in natura no Estado de Goiás. Por isso, a ação rápida e eficaz das equipes móveis de fiscalização da Agrodefesa contribui para a preservação da sanidade dos pomares goianos, evitando prejuízos econômicos aos citricultores e ao Estado de Goiás.

Venda ambulante de mudas é proibida. Exames laboratoriais comprovaram infestação pelo cancro cítrico

Planta com frutos e folha infestados pelo cancro. Praga tem potencial para causar grandes prejuízos aos produtores 

Comunicação Setorial da Agrodefesa – Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.