Comitê Setorial do Programa de Compliance Público da Agrodefesa valida Matriz de Riscos da Diretoria de Defesa Agropecuária

Em mais uma reunião virtual realizada ontem (13/07), o Comitê Setorial do Programa de Compliance Público – PCP da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), com a presença da Secretaria Executiva do Comitê e os gerentes das áreas técnicas, foi validada a Matriz de Riscos das oito gerências vinculadas a Diretoria de Defesa Agropecuária.

Os trabalhos validados são referentes a matriz de risco trabalhada individualmente em oito gerências vinculadas a Diretoria de Defesa Agropecuária, sendo elas: Gerência de Sanidade Animal, Gerência de Sanidade Vegetal, Gerência de Inspeção, Gerência de Fiscalização Animal, Gerência de Fiscalização Vegetal, Gerência de Laboratório de Controle de Qualidade de Alimentos, Gerência de Laboratório de Análise e Diagnóstico Veterinário, e Gerência de Laboratório de Análise de Sementes.
 
A videoconferência foi aberta pelo presidente da Agência, José Essado. Ele enalteceu a importância do trabalho que vem sendo realizado pela Diretoria de Defesa Agropecuária, especialmente pelo empenho e pela dedicação do Diretor Sérgio Paulo Coelho, que acompanha passo a passo a construção de todo o trabalho do Programa de Compliance, identificando e analisando os riscos nas áreas técnicas vinculadas a sua Diretoria.

Validação da matriz de risco

Durante a reunião de ontem a coordenação dos trabalhos ficou a cargo da assessora técnica da presidência, e também coordenadora da Secretaria Executiva do Comitê Setorial, Elíria Teixeira. Ela destacou que os integrantes da Secretaria Executiva, bem como o Diretor de Defesa Agropecuária, Sérgio Paulo Coelho, e seus assessores, e os consultores da CGE, participaram de todas as reuniões, de cada uma das 8 (oito) gerências da Diretoria de Defesa Agropecuária.

Rafael Vieira, Gerente de Laboratório de Análise e Diagnóstico Veterinário, fez a apresentação dos trabalhos executados pela DDA na implementação do PCP. O Gerente fez um histórico dos trabalhos desenvolvidos pelas gerências, destacando que para construção da matriz de risco, cada um dos gerentes trabalhou com sua equipe, orientados pelos consultores, tendo a oportunidade de identificar os riscos, suas causas e consequências, bem como o nível de cada risco, dentre outros pontos.  O consultor da CGE Tiago Borges orientou os membros do Comitê Setorial sobre a identificação do “Nível de Risco” classificados como altos e médios, sendo a resposta ao nível de risco foi “reduzir”, validado do Comitê Setorial.

Concluída a validação da Matriz de Risco pelo Comitê Setorial da Agrodefesa, Tiago Borges explicou que o próximo passo, será uma reunião com a equipe da Diretoria de Defesa Agropecuária, onde cada gerência trabalhará em busca de soluções para cada risco detectado em sua área, e será então construído um plano preliminar de ação, o qual será discutido, analisado e validado pelo Comitê Setorial.


Por fim, o presidente José Essado, parabenizou todos os servidores envolvidos neste trabalho, e disse que sente-se orgulhoso dos servidores da Agrodefesa, acreditando que os trabalhos realizados significam mais um grande avanço na implementação do Programa de Compliance Público, que vem trazendo melhorias extraordinárias para os processos de gestão. Também enalteceu a importância do trabalho que vem sendo realizado, tanto na área técnica quanto na área administrativa, especialmente pelo empenho e dedicação dos dirigentes que integram o Comitê Setorial. Agradeceu, ainda, aos consultores da CGE, Tiago Borges, e Warley, pelo empenho, atenção e continuidade na consultoria realizada para implementação da Gestão de Riscos na Agrodefesa.

 
Estavam presentes: os membros do Comitê Setorial do Compliance da Agrodefesa (José Essado Neto; Augusto Amaral Rocha; Sérgio Paulo Coelho; Luiz Bruno Moreira Roriz e Márcio Alessandro de San`Tiago Potenciano); os membros da Secretaria Executiva do Comitê Setorial do Compliance da Agrodefesa (Elíria Alves Teixeira, Assessora da Presidência e Coordenadora da Secretaria Executiva; José de Souza Reis Filho, Membro do Órgão Colegiado de Defesa Vegetal; Carlos Henrique de Castro Howes, Gerente de Tecnologia; Karla Caetano Fernandes, assessora da Diretoria de Gestão Integrada; Rafael Costa Vieira, Gerente do Laboratório de Análise e Diagnóstico Veterinário; Renan Willian Martins de Abreu, Coordenador Regional do Rio das Antas); Marlúcia Dutra Ramos Sousa, Gerente da Secretaria Geral; Rossana Serrato de Mendonça e Silva, Jacqueline Pereira Gomes e Cícero Lopes Coelho, assessores da Diretoria de Defesa Agropecuária; Roberleine de Freitas Santos, Gerente de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas; Cristiane Apolo Correia Martins e Daniel Costa Silveira, colaboradores da Gerência de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas; Tiago Vieira Borges, assessor de Controle Interno da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento; e os colaboradores e substitutos dos gerentes técnicos que encontram-se de férias (GESAN - Wladimir Lênin Pedroso Moraes; GEFISA - Sheila Caputo e Oliveira e Leandra Alves Pereira; LABQUALI - Herika Xavier da Costa, e Antônio dos Santos Neto; LABSEM - Celen Rezende; GEFISV - Rubens da Silva Mendonça; GESAV - Maxwell Carvalho de Oliveira; GEINSP - Marta Ferreira Correia Viana; LABVET – Hidelbrando Ricardo Domeneguete Amaral).

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.