Agrodefesa recebe 71 veículos para fiscalização

Caiado compara corrupção a “doença silenciosa”, diz que estancou sangria e que Goiás hoje exibe transparência e investimentos. “Honestidade não é quem fala, é quem faz. O Estado só sobrevive se o governante der o bom exemplo”, destaca governador durante evento que formaliza entrega da nova frota a servidores da Agência Goiana de Defesa Agropecuária. Veículos locados vão substituir carros que têm cerca de 15 anos de uso e serão utilizados para fiscalização e promoção da sanidade animal e vegetal no Estado. Contrato possui duração de 20 meses e representa investimento de cerca de R$ 1,5 milhão

O governador Ronaldo Caiado entregou, nesta terça-feira (05/10), 71 veículos novos para a Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), ligada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Os carros foram locados pelo Governo de Goiás e substituem, parcialmente, a frota própria, que circula há cerca de 15 anos e que será encaminhada para leilão.

Em seu discurso, o governador comparou a corrupção que vitimou o Estado durante gestões anteriores a uma “doença silenciosa”, cujos sintomas, ignorados no início, vão causando danos irreversíveis com o tempo. “Ela é insensível. Desmonta a estrutura do Estado, que tem seu crédito amputado, não paga a folha dos servidores, as escolas caem na cabeça das crianças e começa a complicar a vida do cidadão”, enfatizou.

Após diversos exemplos de saques à estrutura administrativa no passado, Caiado salientou que estancou a sangria e que Goiás hoje exibe transparência e investimentos. “Estava tudo comprometido e, de repente, nós investimos R$ 2,3 bilhões na educação”, exemplificou.

“Já fui deputado federal, senador da República e vocês nunca ouviram falar em minha trajetória de vida de nada que me desonrasse. Honestidade não é quem fala, é quem faz a honestidade. O Estado só sobrevive se o governante der o bom exemplo”, garantiu Caiado.

Sobre a locação dos veículos, o contrato terá duração de 20 meses e representa investimento de quase R$ 1,5 milhão. “Todas nossas regionais estão sendo aparelhadas para que, além de fazer cumprir todo controle sanitário, o técnico possa orientar e auxiliar em todos os momentos, dando aos servidores da Agrodefesa a condição de chegar a cada uma das propriedades rurais”, afirmou Caiado.

Os novos carros serão distribuídos em vários municípios das 12 regionais da Agrodefesa e na sede, em Goiânia. Serão destinados cinco veículos para a regional de Jataí, além de Iporá (5), Catalão (6), Ceres (5), Anápolis (7), Porangatu (5), São Luís de Montes Belos (5), Formosa (5), Posse (5), Itumbiara (6), Rio Verde, (7), cidade de Goiás (5) e Goiânia (5).

Coordenador-regional da Agrodefesa em Anápolis, Renan Willian Martins de Abreu foi o escolhido para ser o representante dos servidores na entrega simbólica das chaves. Os veículos serão utilizados por fiscais agropecuários que atuam em todos os 246 municípios goianos.

“No começo de janeiro chega uma frota de caminhonetes”, acrescentou o governador que, desde o início do mandato tem direcionado esforços para recuperar o prestígio do setor rural, carro chefe da economia do Estado. A locação possibilitará o cumprimento da missão institucional da Agrodefesa, que é promover a sanidade animal e vegetal no Estado. “É respeito ao setor, que é referência nacional”.

 

Investimento
O contrato de locação por 20 meses, terá custo mensal de R$ 74.620,00 um investimento de R$ 1.492.400,00. Nestes valores já estão inclusos: rastreamento, quilometragem livre, seguro, manutenções preventivas e corretivas, além de lavagens e higienizações completas semanais.

“Como produtor rural, que conhece e sabe da importância da Agrodefesa para a sanidade animal e vegetal, nosso governador liberou R$ 12,5 milhões para aquisição de outros veículos, está programado mais 130 a partir de janeiro”, frisou o presidente da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), José Essado Neto.

“São fiscais que vão para a zona rural averiguar GOs e BRs, como também indústrias. É necessário andar num carro que dê condições para que possam trabalhar”, pontuou Essado.

“O serviço oficial de defesa agropecuária é um dos fatores responsáveis pela consolidação de Goiás como um dos Estados mais produtores e desenvolvidos no cenário de agropecuária no Brasil e no mundo”, referendou o presidente da Empresa de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), Pedro Leonardo Rezende.

Outro contrato destinado à locação de 24 caminhonetes para fiscalização e abordagens em rodovias também está em andamento. A Agrodefesa aguarda a entrega dos veículos pela empresa vencedora do pregão. No entanto, devido à escassez deste tipo de carro no mercado, eles têm previsão de entrega para janeiro de 2022.

“O governador tem feito um trabalho imensurável para melhorar a vida do servidor público e a condição de trabalho, que ficará na história desse Estado. Estamos no mês do servidor público e tenho orgulho de servir a uma população de 7,2 milhões de pessoas”, afirmou o secretário da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Freitas de Mendonça.

Missão
Como órgão regulador e de fiscalização, a agência zela pela oferta de produtos de qualidade, além de contribuir para a preservação do meio ambiente e o acesso dos produtos agropecuários de Goiás aos mercados consumidores dentro e fora do país.

A Agrodefesa sempre contou com frota própria, em sua maioria adquirida através de convênios com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Atualmente, são 360 veículos, que variam dos anos de 2004 a 2013. A substituição ocorre porque a idade mais avançada causa aumento no consumo de combustível e manutenção, além de alto índice de depreciação por serem muito utilizados em estradas não pavimentadas.

A Agência está presente em 237 municípios goianos com unidades locais. As atividades técnicas são desenvolvidas por médicos veterinários, engenheiros agrônomos, engenheiros de alimentos e zootecnistas, que atuam como fiscais estaduais agropecuários, e ainda por agentes de fiscalização agropecuária. Incluindo o pessoal administrativo, o quadro de colaboradores da Agrodefesa soma 1.200 servidores.

“Homens e mulheres de valor que, liderados por Essado, têm feito o trabalho com compromisso com a coisa pública e a garantia de que a fiscalização agropecuária seja feita com qualidade, zelo e responsabilidade”, pontuou o deputado estadual Virmondes Cruvinel Filho. “Com o fortalecimento do agronegócio, dando condições às autarquias e servidores motivados com estrutura de trabalho, vamos avançar cada vez mais”, afirmou o deputado Maycllyn Carreiro.

Estiveram presentes à solenidade o assessor especial do governador, Paulo Magalhães; o superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em Goiás, José Eduardo França; o superintendente de Gestão do Atendimento ao Cidadão, Dioji Ikeda; o coordenador regional da Agrodefesa em Anápolis, Renan Willian, além de demais fiscais, agentes e servidores da Agrodefesa, presidentes de Sindicatos Rurais e cooperativas, e pessoas convidadas.

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.